Descanso do Trabalho - Van Gogh

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Arco-íris...















a chuva foi embora... não ficou,
um novo arco-íris logo apareceu,
a natureza sorriu, até agradeceu,
dele, ela se agradou e apaixonou.


[madá.]

terça-feira, 28 de junho de 2011

Excentricidades...




alguns sonhos costumam
ter gosto
e sabor; de pecado ou veleidades,
depende da vontade...



[Madá. ]

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Ela, é ela...





















anda pelas ruas desfilando,

em passos magros e delicados,

de passarela...


[madá.]

quarta-feira, 22 de junho de 2011

De vez em quando...


sou, não queria ser,
gato bravo, agito o rabo,
quero unhar/morder.



[madá.]

sexta-feira, 17 de junho de 2011


Transe
Maria Madalena Ferreira dos Santos


Tem dia que a minha alma 'viaja', busca luz e calor;

sempre que tem noite fria e escura, não me aqueça

o cobertor...

Deixo, então, o corpo largado na cama, quase em torpor,

libélula esvoaçante, alma errante que sou, saio

em busca de luz, querendo calor...



quinta-feira, 16 de junho de 2011

Ao vento...


Ao vento...
Maria Madalena Ferreira dos Santos


Ao sabor do vento lá se vão pequenas sementes.
Flutuam...
Parecem serenas e contentes, como os balões...
Não sei o que pensam as pequenas valentes, só sei,
que, confiam na força do vento...
Nem perguntam para
onde irão!

terça-feira, 14 de junho de 2011

Mudanças...


Mudanças
Maria Madalena Ferreira dos Santos

Dissiparam-se as nuvens escuras,
voltou a reinar alegria no vale das flores,
já não se dobram ao vento que passa
tempestades, não mais...

Acabaram as horas frias, escuras,
a àgua da fonte voltou a jorrar,
mais leve e mais cristalina;
doce é o despertar...



segunda-feira, 13 de junho de 2011

Imagem...




Diante dele,alma nua,
despreparada,enfarada:
sem nada...


[madá.]

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Aos meus amigos portugueses...



Portugal
Maria Madalena Ferreira dos Santos

Em teu seio os meus encantos,
meus sonhos, meu pensar, os ais,
gaivotas/ sais.

Quem dera se a minha alma,
outra vez, pisasse em teu solo,
quintais/vinhais.


Paixãozinha...






enredados pelos laços afinizados,
se quiser, podemos ser mais que
amigos, mais que irmãos...



[Madá.]






terça-feira, 7 de junho de 2011

É do noivinho...










No comecinho...
Maria Madalena F. dos Santos


Prometo amar-te
até o fim dos
meus dias,
ser fiel e
comportadinho/
nunca pular
fora
do 'cercadinho'...
Dia e noite ficar
do teu ladinho,
'chicletinho',
grudadinho,
grudadinho...
Nunca esquecer
desse 'combinadinho'.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...