Descanso do Trabalho - Van Gogh

quinta-feira, 31 de março de 2011

sábado, 26 de março de 2011

Probidades....



Probidades
Maria Madalena Ferreira dos Santos

Seguro firme as rédeas do destino, comando os
ideais da alma...
Cavalgando livremente como os corcéis das pradarias...
Cabelos soltos, sorriso franco, mesmo com as paradas obrigatórias
do caminho. Sem os estribos que magoam, sem a pressa que atrapalha.
Trotando no mesmo ritmo/ velocidade...


sexta-feira, 25 de março de 2011

Procura...



Ando a procura, alguém que me ouça e sente ao
meu lado, até que as estrelas fechem as portas,
apaguem as luzes/ anjos fiquem cansados...


[Madá.]


quinta-feira, 24 de março de 2011

Balanço...


sempre volto p'ro meu mundo,
deixei nele a minha infância e
os folguedos de criança...



[madá.]


terça-feira, 22 de março de 2011

Conformação...



Conformação
Maria Madalena Ferreira dos Santos

Sei, não tenho muito tempo, corro riscos,
o relógio não ajuda, corre louco como vento,
menino de bola nova...
Fico com pressa de guardar tudo, quero lembrar
de mim, do meu rosto, das cores e das coisas do mundo...
A escuridão vem chegando, toma conta dos meus olhos!


segunda-feira, 21 de março de 2011

Segunda-feira outonal...





Segunda-feira, outonal.
..

Maria Madalena Ferreira dos Santos



Outra vez, Segunda-feira, a rotina da semana recomeça, até mesmo a saudade que incomoda, comparece, sapato que aperta, paixão que não se esquece, fogo que não apaga com nada...

A manhã já amanhece de braços dados com o Outono, que tomou o lugar da Primavera, imponente, já dá sinais claros da sua presença...

Céu acinzentado, chuva fina, friozinho delicado; reina, absoluto dono do pedaço, só os pássaros eu não vejo da janela...

Um poema...




Crença
Maria Madalena Ferreira dos Santos


Acredito no Amor,
bênção renovadora,
consola e retifica.

Acredito no Amor,
força motriz da Vida,
impulsiona, testifica.

Acredito no Amor,
bálsamo que suaviza
as tristezas, as desditas.

Acredito no Amor,
o alimento da alma,
a paz que fica...




sexta-feira, 18 de março de 2011

Vigílias...



Horas inteiras fitando o horizonte,
o que os olhos buscavam não
sabia...


[madá.]


quarta-feira, 16 de março de 2011

terça-feira, 15 de março de 2011

Travessura...




une letrinhas e faz versinhos,
cheiinhos de vida, alegrinhos:
pequenos, meninos...


[madá.]


quinta-feira, 10 de março de 2011

É beija-flor...



geme cuica, toca bateria:
tem samba no pé de mulata,
mulher bonita...


[madá.]

Esteio...


cavou buraco fundo
plantou, queria flor
não vingou, veio...


[madá.]


quarta-feira, 9 de março de 2011

terça-feira, 8 de março de 2011

domingo, 6 de março de 2011

Magia...



Lembro bem, aquele encontro,
o dia estava bonito, em extrema
alegria, poesia...



[Madá.]


sábado, 5 de março de 2011

Vem a noite...






Vem a noite e eu me vejo
sem endereço, documento,
perdidinha...



[madá.]

sexta-feira, 4 de março de 2011

Carnaval...



— Ai, meu dia anda miudinho, grão de feijão...Não tenho serpentina e já é carnaval, a colombina brinca no meio do salão...Não perca o juízo, diz o poeta, meu irmão...Bom menino e sem contradição/hei de aprender a lição...Sou filha de Belmira e João.


[madá.]



quarta-feira, 2 de março de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...